Nova regra de entrada nos Estados Unidos


A nova regra de entrada nos Estados Unidos está em vigor desde o dia 12 de junho de 2022, não é mais necessário apresentar um teste para covid-19, mas continua a necessidade de vacinação para entrar.


A regra é válida para não-cidadãos americanos a partir de um país estrangeiro.


E não é mais necessário que os pais ou responsáveis ​​preencha um atestado em nome de crianças, para menores de 2 anos.


Apesar de não apresentar o teste negativo para a COVID-19, um dia antes para viagens aéreas internacionais, o esquema vacinal completo ainda está valendo e é obrigatório apresentar para entrar nos EUA.


Você é considerado vacinado para o Estados Unidos?

De acordo com a CDC (Centers for Disease Control and Prevention), você é considerado totalmente vacinado para a Covid-19 se:


  • 14 dias após receber uma vacina de dose única aceita, por eles;

  • 14 dias após a sua segunda dose de uma série de 2 doses aceita;

  • 14 dias após você ter recebido a série completa de uma vacina COVID-19 aceita em um ensaio clínico, exceto placebo;

  • 14 dias após ter recebido as 2 doses de qualquer combinação “mix-and-match” de vacinas aceitas contra o Coronavírus, administradas com pelo menos 17 dias de intervalo.

Não é necessária uma dose de reforço para cumprir o requisito, mas atente-se a essas observações para não ser impedido de fazer sua viagem.


Caso você tenha tomado a primeira dose de uma vacina contra o vírus (aceita por eles), mas se recuperou do Coronavírus, ainda assim, não é considerado totalmente vacinada, neste caso deverá tomar a segunda dose para ser considerado vacinado.


Quais vacinas são consideradas “aceita” nos Estados Unidos?


São aceitas as vacinas de Dose única pelos Estados Unidos:

  • Dose única da Janssen/J&J;

  • Dose única da Convidecia (CanSinoBIO)/uso emergencial;


São aceitas o esquema vacinal de duas doses:

  • Comirnaty (Pfizer-BioNTech)

  • Spikevax (Moderna)

  • Vaxzevria (AstraZeneca)

  • Covaxina (uso emergencial);

  • Covishield (uso emergencial)

  • BIBP/Sinopharm (uso emergencial)

  • CoronaVac (Sinovac) /uso emergencial

  • Nuvaxovid (Novavax) /uso emergencial

  • Covovax (uso emergencial)

  • Medicago (ensaio clínico)


Lembre-se: você só poderá viajar 14 dias depois da última dose, do esquema duas doses, o mesmo prazo é valido para vacinas de dose única, ou seja, se você tomou a dose no 1º de julho só será considerado apto a viajar no dia 15º, ou seja, um dia após ter completo os 14 dias.


Mas depois da vacinação é necessário emitir um documento oficial de comprovação da vacinação em duas línguas, Português e Inglês.


Caso você por algum motivo possui contraindicações médicas e não pode tomar a vacina deverá apresentar um documento em português e outro em inglês que comprove o motivo em laudo médico e apresenta-lo no check-in antes do embarque.


Quais documentos são considerados como comprovante de vacinação para entrar nos Estados Unidos?


  • Registros verificáveis ​​(digitais ou em papel)

  • Certificado de vacinação com QR code, passe digital via aplicativo para smartphone com QR code (por exemplo, United Kingdom National Health Service COVID Pass, European Union Digital COVID Certificate)

  • O código QR em um registro de vacinação verificável vincula a informações que confirmam que a credencial foi gerada a partir de um registro de imunização em um banco de dados oficial e está protegido contra adulteração.


  • Registros em papel não verificáveis

  • Impressão do registro de vacinação COVID-19 ou um certificado de vacinação COVID-19 emitido em nível nacional ou subnacional ou por um fornecedor de vacinas autorizado (por exemplo, o cartão de vacinação do CDC)


  • Registros digitais não verificáveis

  • Fotos digitais do cartão ou registro de vacinação, registro de vacina baixado ou certificado de vacinação de fonte oficial (por exemplo, agência de saúde pública, agência governamental ou outro fornecedor de vacina autorizado) ou um aplicativo de celular sem código QR;

  • O código QR em um registro de vacinação verificável vincula a informações que confirmam que a credencial foi gerada a partir de um registro de imunização em um banco de dados oficial e está protegido contra adulteração.


Lembre-se! Todos os comprovantes precisam conter:


  1. Nome completo, data de nascimento ou o número de passaporte

  2. Nome da fonte oficial que emitiu o registro

  3. Dados do fabricante da vacina e a data (s) da aplicação da vacina;


Como emitir o documento oficial que comprove a Vacinação para entrar nos Estados Unidos?


Para emitir um documento oficial de Vacinação completa da covid-10 para entrar nos Estados Unidos é só seguir nosso passo a passo:


Crie uma conta pelo Conecta SUS e imprima os seus certificados de vacinação em português e outro em Inglês, pois você precisará apresenta-lo ao entrar nos Estados Unidos e em seu retorno ao Brasil.


Se você possui conta no portal Gov.br basta usar seu login e senha para entrar.


Após isso clique em vacinas e você será direcionado para essa tela:

Clique em cima novamente


Clique em certificado de vacinação, vai abrir seu certificado para a covid-19, só baixar.



Após isso clique na bandeira acima e mude para a bandeira dos Estados Unidos, após isso é baixar e imprimir as duas versões e manter junto ao passaporte.


Fonte: cdc.gov

121 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo